Curso de Graduação em
Cooperativismo

Perfil Profissional

 Formação, Perfil e Competências Profissionais

O curso de Bacharelado em Cooperativismo foi concebido para formar profissionais capazes de interpretar e articular conceitos teóricos, analisar valores culturais e ideológicos, identificar problemas de caráter organizacional, analisar suas causas e propor métodos para sua resolução. Portanto, trata-se de um profissional que saiba trabalhar a complexidade socioeconômica do Brasil contemporâneo, a dificuldade metodológica da inserção de um enorme contingente de população e que compreenda a gerência administrativa e financeira como instrumentos complementares dos empreendimentos coletivos para um projeto de inclusão e sustentabilidade social e ambiental.

Pretende-se que os futuros profissionais conheçam a estrutura e a complexidade das cooperativas e organizações sociais a fim de ter um posicionamento capaz de conferir-lhes poder de barganha frente a um cada vez mais complexo cenário sócio- econômico e político-nacional e aos padrões de qualidade e produtividade dos mercados globalizados. Portanto, a formação de um profissional que detenha habilidades conceituais características da área de conhecimento relacionada ao cooperativismo é de fundamental importância para que essas instituições tenham êxito na sua atividade e cumpram sua vocação de justiça social no desenvolvimento econômico do Brasil.

Além do mais, a formação do profissional em Cooperativismo deve contemplar os conteúdos da educação cooperativista, fundamentais para que possa desenvolver atividades de assessoria aos associados, capacitando-os a analisar, questionar, sugerir e fiscalizar, organizando-os em grupos ou núcleos de base, para que se efetive a autogestão democrática. Este papel assume grande relevância no desenvolvimento e consolidação das cooperativas.

Portanto, pretende-se atender às demandas do sistema cooperativista e do desenvolvimento das organizações sociais, que requerem profissionais qualificados nesta área de conhecimento específica que possam pensar e agir a favor de um desenvolvimento solidário, sustentável, justo e equitativo.

O perfil de profissional demandado pelo mercado de trabalho exige uma sólida formação técnica, porém com um grande desenvolvimento das habilidades conceituais que permitam a este profissional atuar de forma eficaz, não só nos núcleos das áreas funcionais, mas, principalmente, nas interfaces do sistema organizacional, sem deixar de lado as interações com o ambiente externo.

O curso de Cooperativismo da Universidade Federal de Viçosa objetiva formar um profissional com as seguintes competências/capacidades:

a) Caracterizar e interpretar as diversas formas do movimento cooperativista e das organizações sociais;

b) Teorizar as questões cooperativistas e organizacionais, enfocando-as na dupla dimensão: econômica e social;

c) Apoiar e reforçar iniciativas cooperativistas no plano da promoção humana e da transformação das estruturas sociais;

d) Formar competências para as atividades de ensino sobre o cooperativismo, a gestão, o fomento da participação e da autogestão democrática de empreendimentos coletivos;

e) Estimular a pesquisa e prestar assessoria a cooperativas, associações e outras organizações da sociedade civil.

A formação delineada em tais considerações, privilegiando a ótica do “desenvolvimento integral”, requer um conjunto formado pelas dimensões psicológica, social, cultural, política, econômica, ética e moral, ou seja:

• Indivíduos que se caracterizam pela capacidade de inovação, criatividade, capacidade crítica de análise, motivação e habilidade para identificar e/ou resolver problemas, estimulando também a ação coletiva.

• Profissionais competentes.

• Cidadãos aptos para a vida associativa em uma sociedade que se caracteriza pela dinâmica de seus interesses, valores e ideias.

 

SAIBA MAIS SOBRE A UFV

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress